Departamentos

Fala aê

Quem está online

Nós temos 10 visitantes online

Ja nos visitaram

554630
HojeHoje45
OntemOntem185
Esta SemanaEsta Semana657
Este MêsEste Mês1783
Dados revelam perfil dos adventistas na América do Sul
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 
Seg, 22 de Setembro de 2014 12:29

 

 

Dados revelam perfil dos adventistas na América do Sul

 

 

 

Pastor Magdiel em entrevista ao programa ASNTV sobre o assunto

Pastor Magdiel em entrevista ao programa ASNTV sobre o assunto

 

Brasília, DF … [ASN] Se alguém perguntar qual o perfil do adventista que vive em oito países sul-americanos, qual seria a resposta? Quem são, em detalhes, os mais de 2 milhões e 300 mil membros (até agosto desse ano) registrados que vivem no Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Bolívia, Peru e Equador espalhados em 25.629 congregações? A ASN, Agência Adventista Sul-Americana de Notícias, solicitou à Secretaria da Divisão Sul-Americana um rápido estudo e obteve dados bastante interessantes. Já se sabe, por exemplo, que 56,4% dos membros adventistas nos oito países são mulheres e 43,6% homens.

 

Os dados mostram que a Igreja Adventista nessa região pode ser considerada jovem. O percentual de crianças menores de 12 anos (devidamente batizadas) soma 13,6%, o de adolescentes entre 12 e 18 anos de idade chega a 5,2% e os jovens entre 18 e 25 anos somam 16% do número total de membros. Se somar esses três percentuais, teremos 34,6% de membros adventistas na Divisão Sul-Americana até 25 anos de idade. Já entre 25 e 65 anos, idade considerada mais produtiva (com maior número de pessoas com ocupação profissional definida), o percentual chega a 54%. Ainda sobre faixa etária, os dados levantados mostram que 11% dos membros adventistas possuem mais de 65 anos de idade e há, ainda, um grupo de 0,7% com idade acima dos 90 anos. “É bem interessante analisar esses números, pois vemos que há um bom número de crianças e adolescentes, por isso a Igreja precisa continuar fortalecendo o trabalho com esse público, inclusive com estratégias adaptadas a sua realidade. Foi por essa razão, também, que criamos pela primeira vez um departamento exclusivo para atender os aventureiros e os desbravadores que estão justamente nessa idade”, comenta o secretario executivo pastor Magdiel Perez.

 

 

Família, vida na igreja e conversão

Quando o assunto é relações familiares, os número mostram uma igreja com 63,8% de solteiros. São cerca de 1 milhão e 467 mil que dizem estar sozinhos.  Os casados somam 32%, os viúvos 3,5% e percentual de separados e divorciados chega a 1,17%. Eis aí mais um indicador interessante para projetos e áreas do Ministério da Família por exemplo.

Os dados também evidenciam que a Igreja Adventista na América do Sul hoje apresenta um significativo número de pessoas com pouco tempo de batismo na denominação. Pelo menos 35% estão há menos de 4 anos na Igreja e 9,4% estão há menos de 1 ano batizados. Membros que foram batizados entre 5 e 9 anos somam 19% do total e entre 10 e 19 anos 18,6%.

Outro dado importante diz respeito à maneira como a pessoa chegou até a Igreja Adventista. Esse tipo de pergunta é feita quando a pessoa que vai ser batizada preencha a chamada Ficha Batismal. Os dados saíram dali. Mais de 470 mil adventistas registrados (ou 19,2%) afirmam que conheceram a Igreja Adventista por causa de algum familiar. São os chamados “adventistas de berço”, que desde bebês já tinham contato com a liturgia e programas da religião.

Outros 11,4% asseguram que o motivo de seu batismo na Igreja foi a influência de algum amigo adventista, enquanto 25,5% apontaram o estudo bíblico como meio de influência principal. Nesses dois casos, no entanto, fica claro que houve relacionamento com algum adventista salvo casos em que a pessoa fez estudos online ou carta. Mesmo assim, o elemento humano geralmente está presente. Há um grupo de mais de 400 mil pessoas (16,5%) que diz que está na Igreja porque participou de algum tipo de evangelismo público.

 

 

Escolaridade, ocupação e igrejas

Definitivamente a Igreja Adventista é uma denominação de gente que estuda. Pelo menos 28,8% informam ser estudantes em sua ocupação principal e 12,33% como pessoas do lar (ou donas de casa). Um percentual de 38,4% completou o Ensino Fundamental, 17,9% o Ensino Médio e 7,1% dizem que possuem Ensino Superior completo. O percentual de adventistas analfabetos na região é de 1,6% ou 33.789 pessoas.

Mas onde estão as grandes concentrações populacionais adventistas nesse território? O levantamento mostra que há duas cidades sul-americanas com uma população adventista fora do comum. Libertador San Martín, na Argentina, tem 5.273 habitantes sendo 3.044 adventistas, ou seja, lá a cada 10 habitantes pelo menos 5,8 se dizem adventistas. Fenômeno semelhante ocorre em Engenheiro Coelho, interior de São Paulo. Naquela cidade, os registros informam que há 8.033 habitantes e 3.060 adventistas. Isso dá 4 adventistas para cada 10 habitantes. As cinco cidades sul-americanas com maior número bruto de adventistas (não proporcional ao número de habitantes) são: São Paulo (71.801 adventistas), Lima – Peru (53.445 adventistas), Manaus (41.058 adventistas), Salvador (27.208 adventistas) e Santiago – Chile (21.116 adventistas).

 

fonte:http://noticias.adventistas.org/pt/noticia/institucional/dados-revelam-perfil-dos-adventistas-na-america-sul/

 

 
Untitled Document